domingo, 3 de maio de 2009

Psit!
o relógio de bolso
embala as horas
que adormecem esquecidas
dos segundos, dos primeiros
e de qualquer ponteiro

(inédito, 30072008)

¯ - Patrick Watson - the great escape

9 comentários:

Eliane disse...

Bem que eu gostaria que as horas adormecessem, e eu as acompanharia...bem acompanhada de um edredom bem quentinho...

Diego Gonçalves Amaral disse...

tempo é uma das coisas mais absurdas de ser contado... o relógio não "mede o tempo" apenas relaciona velocidade com distância... talvez toda a "relatividade" de nossas vidas seja fruto da velocidade com que realizamos as coisas e com o rumo que tomamos... é hora do nosso tempo!

Jeanine Will disse...

Nani,
seria muito bom, né?
Dormir é meu esporte preferido... ehehehehe...
Beijos,
Jeanine.

Jeanine Will disse...

Diego,
se tudo depende da nossa velocidade de resolução das coisas... hummm, meu relógio, então, anda muito devagarinho.
=]

Wellington Felix disse...

se o unico tempo
possível é o agora, deixemos os relogios dormirem!!

Jeanine Will disse...

Wellington,
concordo! Falemos baixinho para que não despertem!
=]

Wellington Felix disse...

sssssssssssiiiiiiiimmmmmmm

Jeanine Will disse...

uhummm
=]

boris disse...

janine
je vois que tu n'as pas dévié de ton projet artistique et intellectuel 5 ans après notre rencontre au FSM 2005 de porto alegre.
courage

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...