domingo, 1 de março de 2009

eu escreveria
uma canção doce
não fosse a
dieta: ditadura da vida

eu escreveria
uma canção doce
não fosse o
medo das formigas

(13022008)

¯ - White Lies - death

12 comentários:

marcos caiado disse...

Adorei esse poema. Deixumbeijo

Diego Gonçalves Amaral disse...

huahuahuauhhuahuahuauhau

muito bom!

Gi disse...

bah! muito massa mesmo....
gostei muito mesmo

Anônimo disse...

a procura do horizonte
ouço seu canto triste,
trazendo a doçura do passaro
e a amargura da ressaca
mar sem rumos, sem remos

Jeanine Will disse...

Marcos Poeta,
Obrigada pela visita e pelo beijo!
=]

Jeanine Will disse...

Valeu, Diego!

Jeanine Will disse...

Oi Gi,
por aqui de novo, que legal!

Jeanine Will disse...

Anônimo,
mas um comentário que não merecia não ser assinado!

sem remo, sem rumo
dessarrumo e tremo

Wellington Felix disse...

a procura do horizonte
ouço seu canto triste,
trazendo a doçura do passaro
e a amargura da ressaca
mar sem rumos, sem remos
pra que nomes

Jeanine Will disse...

\o/ eeeeeeeeeeeee
Valeu, Wellington! Agora assinado!
Beijo,
Jeanine.

marcos caiado disse...

nao me canso de adorar este poema!

Jeanine Will disse...

Marcos,
você nem sabe: as inspiração pra ele veio das formigas que habitam o teu blog.
=]

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...