domingo, 6 de abril de 2008

Noturno com asas
sem peso
nem assombro
vai o homem
dando de ombros
(inédito, 17052007)
¯ - The Killers - somebody told me

7 comentários:

Lidiane disse...

Ai, Jeanine.
E parece que eu, neste exato momento, carrego nos ombros o sentimento do mundo.
Pesa...
Mas passa.

Jeanine Will disse...

Querida,
uma mão ajuda?
A outra carrega a minha parte.
Pesa e passa...
Próximo?
:]

Diego disse...

cada um faz sua visão... pareceu-me uma crise de consciência.

pra que importar-se?

esse descaso pode causar infindos desastres.

abraço.

Eliane disse...

Oi Jeanine!
Passei por aqui para te ver e adorei tuas poesias,que bom ter uma irmã poeta.
Beijos!

Wellington Felix disse...

leve... leve... nem liguei
voei

Jeanine Will disse...

Diego,
a mim parece mais (des)consciência!
Um abraço!


Oi Nani,
que lindo minha irmã me visitando aqui. Beijo!


Wellington,
era assim que eu pensava...

Wellington Felix disse...

acorde(i)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...